sábado, 10 de dezembro de 2011

Kozel se une aos "Revoltosos de Denver"

Carta da União Americana para Ntswane da África contando sobre a união de Kozel, Muller e Ringelberg


Dear Brother Ntswane: 
Peace and grace from the Lord: 

“Behold, how good and how pleasant it is for brethren to dwell together in unity!” “Pray for the peace of Jerusalem; they shall prosper palaces. For my brethren and companions sakes, I will now say, Peace be within thee. Because of the house of the Lord our God I will seek thy good.” Psalms 133:1; 122:6-9. 

Words are inadequate to describe the joy and thankfulness that rills our souls, as we pen these lines. Tears of happiness have now taken the place of tears of despondency and deep soul-anguish. For nearly five long years the cause of God was plunged into misunderstandings, brotherly animosity, and confusion everywhere. Separations and dissolution brought dear believers to the very verge of despair. Day after day our aching hearts cried to heaven to intervene in behalf of his suffering flock. Our patience was severely tested, but not to the point of lceing hope altogether. Praise be to god, who heareth prayer!

For little over a year matters happened in quick succession. Our last appeal for peace was made in Holland last year, but was denied. It seemed then that our hopes were completely shattered of ever re-uniting again. With a sad heart we felt compelled to form an International Committee to look after the interest of the outcasts of Israel. The blessings of God attended this move, for souls in their perplexity gathered new hope everywhere and rallied their strength. The work began to build up, in spite of all hinderances. It was at that time also (a year ago) that the evil one influenced those, that willingly listened to him, to withdraw from the former body of Reformers and set up their own work under the caption of a “Reform within the Reform”, whish appellation seems to be quite the opposite of what we have actually seen so far of their activities, for true Reform has nothing in common with misrepresentations, exaggerations, twisted propaganda, and unwarranted, dishonest liberties. 

For the last several months the drift of events took a different course. Well aware of the fact that the sending to America in 1948 of a man, who proved to be a disconcerted, self-reliant, and ruth legg leader, was uncalled for, and a sad mistake on the part of brethren Kozel and Mueller, these brethren of the old General Conference felt it their duty of late to acknowledge this fact in all sincerity before the American Union brethren. Our confidence in their eagerness to redeem the past was greatly strengthened by the news of their withdrawal of the court action against Nicolici, who in his dishonest liberties had taken the properties, belonging to the established General Conference. 

Shortly before our Mid-West-Conference in America this year, we were made very happy to meet the three most responsible men of the old General Conference, brethren Mueller, Kozel, and Ringelberg, with some of their relatives. From the very beginning it was seen that the former spirit of supremacy had completely vanished. Deep humility had taken its place. The love for one another, which had grown cold through grave once convened, these brethren visited Bro. Kramer and Bro. Otto Welp, and then proceeded in their journey to Denver, where they had many heart-to-heart talks with our/dear Brethren Doerschler and Stabel. The way was opened to bring about a union, which decision was to be made by the American Union Committee and the assembled Conference. What a great delight it was to see an overall total of over 110 dear souls, adults and children, assemble in the Rocky Mountains, near Denver, Colorado. After deliberating for quite a length of time before the Committee, and after earnest and tearful prayers and confessions and forgiving of sins, we embraced each other as brethren in Christ Jesus again, and were happy beyond description. The following declaration was then drawn up and signed: 

June 6, 1952 

“Mutual Declaration” 

“At the occasion of the meeting of the majority of the General Conference Committee with the Committee of the American Union, during the Mid-West-Conference, Railey, Colorado, June 4-8, 1952 in the United States, the disrupted harmony and connection was with God’s help again restored. 

“Both parties confessed and repented of their shortcomings Everything shall henceforth be forgiven and forgotten. Closest harmony and complete co-operation shall mark the future course of this newly , created Union between the old American Union (chartered 1927) and the General Conference in the American Union acknowledges today, as before, the principles of faith of this Reform Movement, which the Lord brought into life in 1914. Because of the present experiences and in the interest of the advancement of the cause, we agreed to call for a General Conference Meeting as soon as possible, the American Union places her international and official connections into the hands of the leading General Conference Committee. 

All circular and explanatory writings, originating and sent out by both sides, are herewith declared as nullified, their place shall be filled by a cordial agreement and a brotherly co-operation in Christ. All of our view in future as well as all our efforts shall be directed to the saving of souls. In this manner we shall receive the fullness of the Lord’s blessing; knowing the coming of the Lord to be very near. 

In the name of the General Conference: C. Kozel, A. Muller, Ringelberg. 

In the name of the America Union: (signed) E. J. Stabel, A. W. Doerschler, O. Kramer, A. Pfaff, W. Stabel, A. B. Kestler, P. Newell. 

It was further agreed that old Bro. Welp become an honorable member of the General Conference Committee, and that’s Bro. Doerschler become Another member to represent the American Union. 

It may be rather human, after the sad experiences we had with these brethren in the cast, to question their sincerity. But we have seen the fruits of true repentance in such marked manner that it leaves us not a trace of doubt as to their earnestness and change of heart. They hays met out conditions for unity to the full and it would have been very unchristian and rude to have met them with an unforgiving spirit. We did that our Lord and Master would have done in our place. The results are now resting with God, who maketh all things well. With joy we return to the vineyard of labor for dear souls, laying our hands to the placing not looking back to the past. A new chapter in this Reform has opened. Unity has become the winged word, and with unity comes new strength and power from the Almighty. Zion is rising with the shout of triumph over all its adversaries. Is God for us, who can be against us? 

This, dear Bro. Ntswane, is the report of what has happened at our last Conference. It gives reason to rejoice for all true children of God. 

Your last letters came to hand, also the one with the snap-shots. Thank you very much for all your valuable information. Since we have united internationally with the General Conference again, we have placed the International Committee Affairs into the hands of the Gen. Conf. Committee. Dear Bro. Ringelberg, who is the Secretary, will receive all your communications from now on and answer them. We will send him your letters. In a very short time, we understand, he will come to Africa and visit you. We have learned to love this dear brother, and we hope that you will continue to be printed and distributed from the United States and the Sacramento, California Address. No doubt, much of the correspondence will still come from here and we will remain in constant tough with you, dear ones. We were so glad to hear of your good success in different parts of the field, and we are constantly praying that the Lord may fill you with more and more heavenly zeal to press the battle to the gates. 

In closing, dear Brother, give to our dear believers there our warmest regards and Christian felicitations. Read them this letter and ask for their prayers for us, which we will also do for them. 

In the love of the Master, your Brethren in His Service.

==============================================================

Tradução feita no google tradutor

Caro Irmão Ntswane:

Paz e graça do Senhor:

"Eis que quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união" "Orai pela paz de Jerusalém; eles prosperará palácios.Por amor de meus irmãos e companheiros, eu vou dizer agora, a paz esteja dentro de ti. Por causa da casa do Senhor, nosso Deus, buscarei o teu bem "Salmos 133:1;. 122:6-9.


As palavras são insuficientes para descrever a alegria e a gratidão que regatos nossas almas, como da caneta estas linhas. Lágrimas de felicidade que agora tomou o lugar das lágrimas de desânimo e angústia profunda alma. Por quase cinco longos anos a causa de Deus foi mergulhado em mal-entendidos, a animosidade fraternal e confusão por toda parte. Separações e dissolução trouxe crentes querido à beira do desespero. Dia após dia o nosso coração doendo clamaram ao céu para intervirem favor do seu rebanho sofrimento. Nossa paciência foi severamente testada, mas não ao ponto de lceing esperança por completo. Louvado seja Deus, que ouve a oração!

Por pouco mais de um ano aconteceu assuntos em rápida sucessão. Nosso último apelo para a paz foi feita na Holanda no ano passado, mas foi negado. Parecia então que as nossas esperanças foram completamente destroçados de semprer e unir novamente. Com um coração triste que se sentiu compelido a formar um Comitê Internacional para cuidar dointeresse dos desterrados de Israel. As bênçãos de Deus esteve presente neste movimento, das almas em sua perplexidadereunidos nova esperança em todos os lugares e se uniram as suas forças. O trabalho começou a construir-se, apesar de todos os impedimentos. Foi naquela época também (há um ano) que o maligno influenciado aqueles que voluntariamente ouvidos a ele, para retirar o corpo da ex-reformadores e configurar seu próprio trabalho sob o título de uma "reforma dentro da reforma",denominação whish parece ser exatamente o oposto do que temos visto até agora na verdade de suas atividades, para a Reforma verdadeira não tem nada em comum com deturpações,exageros, propaganda torcida, e injustificada, liberdadesdesonesto.

Para os últimos meses a deriva dos acontecimentos tomaram um rumo diferente. Bem ciente do fato de que o envio para a Américaem 1948 de um homem, que provou ser um desconcertado, auto-suficientes, e ruth líder legg, foi desnecessário, e um triste enganopor parte dos irmãos Kozel e Mueller, essas irmãos da Conferência Geral de idade sentiu que seu dever de tarde parareconhecer esse fato com toda a sinceridade antes de os irmãosUnião Americana. Nossa confiança em sua ânsia de resgatar o passado foi muito reforçada pela notícia de sua desistência da ação judicial contra Nicolici, que em suas liberdades desonestotinha tomado as propriedades, que pertencem à ConferênciaGeral estabelecida.

Pouco antes do nosso Centro-Oeste-Conferência nos Estados Unidos este ano, nós fomos feitos muito feliz para atender os três homens mais responsáveis ​​da Conferência Geral de idade, irmãos Mueller, Kozel e Ringelberg, com alguns de seus parentes. Desde o início viu-se que o espírito antigo da supremacia tinha desaparecido completamente. Profunda humildade havia tomado seu lugar. O amor um pelo outro, que tinha crescido frio através graves uma vez constituído, esses irmãos visitou Bro. Kramer e Bro. Otto Welp, e então prosseguiuem sua viagem para Denver, onde tinham muitos de coração para coração-conversações com o nosso / queridos Irmãos Doerschler e Stabel. O caminho foi aberto para trazer uma união, que a decisão devia ser feita pela União Americana Comitê e a Conferência montado. O que é um grande prazer eraver um total geral de mais de 110 almas queridas, adultos e crianças, montar nas Montanhas Rochosas, perto de Denver, Colorado. Depois de deliberar por um bom comprimento de tempo antes de a Comissão, e depois de fervorosas orações e lágrimas e confissões e perdão de pecados, nós nos abraçamos uns aos outros como irmãos em Cristo Jesus outra vez, e estavam felizes além de qualquer descrição. A seguinte declaração foi então elaborado e assinado:

06 de junho de 1952

"Declaração Mútua"

"Na ocasião do encontro da maioria da Comissão da Associação Geral com a Comissão da União Americana, durante o Mid-West-Conferência, Railey, Colorado, 4-8 de junho de 1952nos Estados Unidos, a harmonia e interrompido conexão foi coma ajuda de Deus novamente restaurada.

"Ambas as partes confessou e se arrependeu de suas deficiências Tudo passará a ser perdoado e esquecido. Mais próximo da harmonia e completa cooperação deve marcar orumo futuro do recém-União, gerado entre a antiga União Americana (fretados 1927) ea Conferência Geral da União Americana reconhece hoje, como antes, os princípios da fédeste Movimento de Reforma, que o Senhor trouxe para a vidaem 1914. Por causa das experiências presentes e no interessedo progresso da causa, nós concordamos em chamar para uma reunião da Conferência Geral, logo que possível, a União Americana coloca suas ligações internacionais e oficiais nas mãos do Comitê da Conferência Geral de liderança.

Todos os escritos circular e explicativos, originários e enviados por ambos os lados, são, assim declarado como anulada, o seu lugar será preenchido por um acordo cordial e uma cooperação fraternal em Cristo. Todos de nossa visão no futuro, bem comotodos os nossos esforços devem ser direcionados para a salvação de almas. Desta forma receberemos a plenitude dabênção do Senhor, sabendo da vinda do Senhor para ser muito próximo.

Em nome da Conferência Geral: C. Kozel, A. Muller, Ringelberg.
Em nome da União Latina: (assinado) EJ Stabel, DoerschlerAW, Kramer O., Pfaff A., W. Stabel, Kestler AB, Newell P.

Foi também acordado que o irmão de idade. Welp se tornar umhonorável membro da Comissão da Associação Geral, e isso éBro. Doerschler-se outro membro para representar a União Americana.

Pode ser bastante humano, após as tristes experiências que tivemos com esses irmãos no elenco, a questionar a suasinceridade. Mas temos visto os frutos do verdadeiro arrependimento de maneira marcada de tal forma que não nosdeixa um rastro de dúvida quanto à sua seriedade e mudança de coração. Eles fenos encontrou as condições para a unidadepara o pleno e teria sido muito pouco cristão e rude com os defrontaram com um espírito implacável. Fizemos isso nosso Senhor e Mestre teria feito em nosso lugar. Os resultados estão agora descansando com Deus, que faz todas as coisas bem.Com alegria que retorno para a vinha de trabalho para almas queridas, colocando nossas mãos para a colocação sem olhar para trás para o passado. Um novo capítulo neste Reformaabriu. Unidade tornou-se a palavra alada, e com a unidade vemuma nova força e poder do Todo-Poderoso. Zion está aumentando com o grito de triunfo sobre todos os seusadversários. Deus é por nós, quem será contra nós?


Este Bro, querida. Ntswane, é o relatório do que aconteceu na nossa última Conferência. Dá motivo para se alegrar por todos osverdadeiros filhos de Deus.

Suas últimas cartas veio a mão, também aquele com osnap-shots. Muito obrigado por todas as suas informaçõesvaliosas. Uma vez que estamos unidos a nível internacional coma Conferência Geral, novamente, nós colocamos Comissão de Assuntos Internacionais nas mãos do general Conf. Comitê.Caros Bro. Ringelberg, que é o secretário, receberá todas as suas comunicações a partir de agora e respondê-las. Vamos enviar-lhe as suas cartas. Em um tempo muito curto, entendemos, ele virá para a África e visitá-lo. Aprendemos aamar este querido irmão, e esperamos que você vai continuar aser impressos e distribuídos a partir dos Estados Unidos e doSacramento, California Endereço. Sem dúvida, grande parte dacorrespondência ainda vem aqui e vamos permanecer na difícilconstante com vocês, queridos. Estávamos tão contente de ouvirdo seu bom sucesso em diferentes partes do campo, e estamos constantemente a oração que o Senhor pode enchê-lo com zelocada vez mais celestial para pressionar a batalha para os portões.

No fechamento, querido irmão, dar aos nossos queridos crenteslá o nosso abraço e felicitações cristã. Leia-lhes esta carta e pedir suas orações por nós, que vamos também fazer por eles.

No amor do Mestre, os vossos irmãos em seu serviço.

*Na digitação da carta, algumas palavras não estavam legíveis, dificultando a correta digitação e outras o google não conseguiu traduzir e coloquei todas com um sublinhado.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Ao fazer seu comentário lembre-se de falar sobre o tema da postagem e não coloque endereços de outros sites e blogs. Não publico comentários que não estejam de acordo com as regras.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...